Não existe piada quando o assunto é estupro e Bolsonaro precisa parar de falar besteira - Paraíba Feminina

Breaking

domingo, 7 de julho de 2019

Não existe piada quando o assunto é estupro e Bolsonaro precisa parar de falar besteira

o único momento em que o presidente não fala ou faz bobagens



Ao comentar pressões do Papa Francisco contra o desmatamento em alta no país e a favor da preservação da Amazônia, o presidente Jair Bolsonaro comparou neste sábado (6) o Brasil a “uma virgem que todo tarado de fora quer”. O presidente falou a respeito ao deixar o Palácio da Alvorada na noite deste sábado (6), rumo a uma festa junina no Clube da Marinha, em Brasília.

Bem, por onde começar?

Se fôssemos analisar pelo viés da psicologia, poderíamos dizer que o presidente tem problemas mal resolvidos relacionados à mulheres, ao sexo, e ao estupro. Mas não somos da área, então vamos focar na análise do discurso.

Já passou da hora dos seus eleitores e apoiadores reconhecerem o total desprezo que o presidente demonstra com as mulheres. É preciso, e urgente, deixar de lado a questão ideológica e partidária. 

Quando Bolsonaro se refere às mulheres de forma absurdamente desrespeitosa, ele não está atacando apenas as “feministas-esquerdistas”. Ele destrata todas as mulheres. Todas que sofreram abuso, todas as mulheres estupradas, todas as mulheres vítimas de violência. É bom lembrar que estupro é um crime que não escolhe partido, cor, classe social, idade, religião, nível de escolaridade ou qualquer outra classificação. Pra ser estuprada, basta ser mulher.

Não existe piada quando o assunto é estupro. Ironia, sarcasmo, metáfora.

E é preciso dar nome às coisas. Tarado é um estuprador, por mais jocoso que o termo pareça.
“Uma virgem que todo tarado quer”. De que estamos falando aqui? De uma jovem, virgem, que é o troféu perfeito pra um estuprador. Não há outro significado incutido aí, não há outra interpretação.

Falaremos em outra oportunidade sobre a Amazônia que o presidente tanto defende. O que não é, nem de longe, a realidade dos fatos.

Taty Valéria

Nenhum comentário:

Postar um comentário