O machismo do BBB tem homens toscos, mulheres julgadas como se fossem coisas e a asquerosa autoestima dos 'boys lixo' - Paraíba Feminina

Breaking

sexta-feira, 31 de janeiro de 2020

O machismo do BBB tem homens toscos, mulheres julgadas como se fossem coisas e a asquerosa autoestima dos 'boys lixo'

Gato. Só que não


Não assisto ao BBB desde a edição em que o Jean Willys foi campeão, ou seja, 2006.

Mas tenho acompanhado as redes sociais e muito tem se falado dessa edição, especialmente em relação aos homens toscos que fazem parte do 'elenco'.

Enquanto não consigo formar uma opinião própria sobre o que está de fato acontecendo, posto aqui o texto da jornalista Nina Lemos, que foi a melhor coisa que encontrei sobre o assunto.

Talvez eu volte a assistir.


esses homens se acham lindos




"Homem tirando sarro (ou se aproveitando mesmo) de mulher bêbada, machos deitados na piscina pedindo para que mulheres "dêem uma voltinha para eles". Autoestima nas alturas, daquelas que fazem com que os caras pensem que todas as mulheres são loucas por eles. E, claro, julgamento dos atributos das mulheres como se elas fossem coisas.


Para temperar, um gosto especial por "novinhas".

Esse é um pequeno resumo do BBB de 2020, que, em menos de duas semanas, já mostrou ser um reality show de horror. Tudo o que chamamos de masculinidade tóxica, aquela mais baixa, que faz com que as mulheres sintam ódio e os caras legais (eles existem) sintam vergonha, já foi mostrado no programa da Globo.

A impressão que dá é que esse foi o objetivo da produção do programa. Mostrar o que existe de pior no machismo brasileiro. Será que o plano da Globo era dar uma aula de como os homens não devem se portar? Conseguir audiência com a raiva que isso causa nas mulheres (eu mesma estou aqui escrevendo sobre isso)? Pode ser.

Algumas frases ditas pela turma dos homens do BBB em pouco mais de uma semana:

"Se a gente quisesse, a gente já tinha pegado todas as meninas que estão aqui."

"Acertaram muito nas minas do seu grupo, que são muito gente boa, divertida, louca e retardada. Mas a qualidade poderia ter sido um pouco melhor. "

"Essa edição é a que tem menos gata. Porque nas outras edições sempre vinham umas bem bonitas"
"Tem que tirar uma daquelas putas lá"

Tática dos "sedutores"

E piora. Os homens se uniram em uma turminha, chamada do lado de fora de Chernobyl, dada a toxicidade envolvida. O núcleo tóxico é formado por Petrix, Hadson e Felipe (um deles, Lucas Chumbo, foi o primeiro eliminado) e tramam a vitória abusando da tentativa de manipulação. Uma das táticas, que causa escândalo entre os telespectadores é a seguinte: dar em cima das meninas comprometidas, para que elas cedam aos seus encantos e sejam mal vistas pelo público.

Em uma coisa, infelizmente, eles têm razão. A mulher, quando trai, sempre é vista como vagabunda, ao contrário dos caras. Ou seja, eles, de alguma forma , sabem como o machismo funciona, e resolveram usar dele para tentar manipular as mulheres.

Para isso, claro, eles têm que achar que são maravilhosos. E para isso, um puxa saco do outro, "Vai lá, chama de baby, você tem jeito para isso. Ou puxam saco de si mesmos. "Oh, eu tenho jeito, eu danço bem." Corta para um homem sem camisa exibindo os músculos.

A autoestima elevada do homem médio é uma das características marcantes do machismo. Lembro de um amigo que,  em uma festa lotada de mulheres lindas e interessantes, me apontou uma menina e disse: "eu to dando em cima daquela, é aquela que faz meu tipo." A menina que ele achou "aceitável" era o símbolo sexual da novela das oito no ar na época. Eu juro. E meu amigo nem era tão tosco quanto os caras do BBB…

"Cadê as novinhas?"

Na casa mais machista do Brasil, o sujeito que se acha líder, um tal de Petrix, que já foi acusado de assédio na primeira semana e que continua agarrando as meninas bêbadas, se encostando nelas, ao reclamar da "qualidade das mulheres da casa", como se elas fossem as comidas expostas de um restaurante por quilo, disse: "Não veio nenhuma gatinha, assim, uma novinha, de 25 anos."

Que obsessão é essa em infantilizar as mulheres? Sim, o BBB está cheio de mulheres jovens. E uma moça de 25 anos é uma mulher dessa idade, não uma "novinha", como eles falam com baba escorrendo.

O show de horror não deve acabar tão cedo. Nas redes, as meninas se organizam para tirá-los. E, do lado de dentro, as meninas, que não são bobas nem nada, se defendem bravamente do horror que as cercam. Uma delas, Marcela, chegou a declarar que estava cercada do que ela considerava "o pesadelo em forma de homem."

Muitas mulheres não conseguem parar de ver o reality só para olhar e berrar de raiva desses pesadelos. E também para torcer pelas mulheres, claro. Por que? Talvez porque muitas de nós já tenham cruzado com esses caras na vida. Quem nunca teve um cabelo puxado por um homem desses na balada? Quem nunca aguentou um bêbado dando uma cantada horrível, sem nunca ter te visto na vida, mas ainda achando que "ia conseguir". Quem nunca viu uma roda de homens falando dos atrativos femininos e chamando mulher de feia?"

O pior do BBB 2020 nem é a seleção. O pior é pensar que (ainda) existe muito homem assim. E não só dentro da casa do BBB. O reality dá uma pequena amostra do "real". Isso é, sim, um pesadelo."

Nina Lemos, para o site Universa

Nenhum comentário:

Postar um comentário