Dez rainhas do Carnaval que mostraram que as mulheres comandam e brilham dentro e fora da avenida - Paraíba Feminina

Breaking

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2020

Dez rainhas do Carnaval que mostraram que as mulheres comandam e brilham dentro e fora da avenida

O Carnaval de 2020 foi pura resistência, e foi o Carnaval das mulheres. Com tantas musas maravilhosas nos quatro cantos do país, fica até difícil saber quem reinou mais.
Fizemos nossas seleção com algumas das Rainhas do Carnaval 2020, que brilharam dentro e fora da avenida e dos bloquinhos.

1. Pablo Vittar no Galo da Madrugada, em Salvador, e em São Paulo.

Ela arrasou muito por onde passou. Sim, foi o nome mais lido, foi a cara mais vista e foi a dona dos hits do Carnaval, Amor de Q. e Parabéns. Tudo bem que a Pablo não e mulher, mas sem dúvida foi a figura feminina que mais brilhou nesse carnaval, e ponto final.



2. Gretchen em Brasília

Gretchen esteve em Brasília para o Bloco dos Memes, do qual é musa e inspiração do público LGBT. No palco, aclamada entre os clássicos a rainha do bumbum falou sobre o orgulho do filho trans Thammy Miranda. Gretchen, com seus 60 anos, sete filhos, 17 maridos (formais e informais), 15 milhões de discos vendidos, foi pura afronta.



3. Elza Soares

Antes mesmo de desfilar pela Mocidade como a grande homenageada, a diva esteve em Recife e jogou a real: “O negócio é ir pra rua! É nas ruas que se faz a revolta”, disse Elza sobre o que está acontecendo nesse país. Ela tá errada?



4. Iza

Zero defeitos. Se existe uma perfeição divina, está aqui. Não tem muito o que comentar. Me faltam até as palavras. Iza desfilou como destaque na Imperatriz Leopoldinense e ofuscou tudo o que estava ao redor.



5. As mulheres que garantiram a festa.

Elas representaram mais de 60% dos vendedores ambulantes durante o Carnaval. Seja pra complementar a renda ou mesmo sendo o único sustento da família inteira, essas mulheres merecem o posto de rainhas do Carnaval e levaram ao pé da letra a famosa frase "Lute como uma garota!"





6. Meninas que recomeçaram a vida

Como falei no início, teve rainha que brilhou sem sair em bloquinho ou brincar na avenida. Daquela que segurou a onda de um parto natural em plena sexta-feira de Carnaval até aquela que arrumou o pouco que tinha, foi embora e se livrou de um boy lixo, nossa homenagens às milhares de anônimas que seguiram firmes e fortes na arte de continuar resistindo, apesar das dores.




7. As tiaras

As tiaras com mensagens marcantes ganharam o Carnaval. Vários recados foram dados e as mulheres mostraram que sim, o carnaval foi delas. A revolução será feminina!




8. Fátima Bernardes

Já faz um tempo que Fatinha brilha desde o pré carnaval. Presença garantida nos carnaval de Olinda e Recife, Fátima saiu do casulo. Na sexta-feira de pré carnaval, a apresentadora deu show em seu programa exibindo a coreografia do hit “Para desespero do seu ex”, e é impossível não ligar o nome à pessoa.



9. Fernanda Benvenutti

A ativista LGBT foi a grande homenageada da Escola de Samba Unidos do Róger, em João Pessoa, que acabou sendo a vitoriosa nos desfiles. Fernanda partiu no início do mês de fevereiro, mas seu brilho permanece aqui.



10. Evelyn Bastos, Rainha de Bateria da Mangueira.

Que mulher, que apresentação, que magia foi essa?! Jesus, sendo representado por uma mulher negra.  “Se fossemos ensinados desde pequenos que Jesus poderia ser uma mulher, será que estaríamos no topo do feminicídio?”



Taty Valéria

Nenhum comentário:

Postar um comentário