Ela foi agredida e quase morta pelo ex, dormiu na rua com a filha e agora quer recomeçar - Paraíba Feminina

Breaking

terça-feira, 17 de março de 2020

Ela foi agredida e quase morta pelo ex, dormiu na rua com a filha e agora quer recomeçar


A mulher que dormiu com a filha em rua de Salvador, na madrugada desta sexta-feira (13), por medo de voltar para casa, onde foi agredida pelo ex, conseguiu abrigo em um centro de atendimento da capital baiana.

Josenaide Santos contou que o ex-companheiro, de quem está separada há dois anos, já havia passado um ano preso por tentar matá-la. Na última sexta-feira, ele invadiu a casa dela, a agrediu novamente e a ameaçou de morte.

Essa foi a terceira vez que ela foi agredida pelo mesmo homem. Josenaide contou ainda que fez tatuagens para esconder as cicatrizes dos golpes de faca que ela recebeu.

Agora abrigada na moradia no Centro de Atendimento à Mulher Soteropolitana Irmã Dulce, além da segurança ela terá outros benefícios.

Josenaide conseguiu abrigo em centro de acolhimento — Foto: Reprodução/TV BahiaJosenaide conseguiu abrigo em centro de acolhimento — Foto: Reprodução/TV Bahia
Josenaide conseguiu abrigo em centro de acolhimento — Foto: Reprodução/TV Bahia

Segundo Camille Lima Bispo, coordenadora do centro de acolhimento, o primeiro passo é encaminhá-la ao IML, para fazer o exame de corpo de delito.

"Ela já está com a guia em mãos. Após isso, a equipe técnica vai entrar com todo o apoio psicossocial, encaminhamento jurídico, temos uma enfermeira na casa que irá fazer o cuidado dos ferimentos. E avaliar quais são as demandas, após os atendimentos, para darmos seguimentos na vida dela”, falou.

Para Josenaide, o objetivo agora cuidar da filha sem medo e viver em paz.

“Eu quero sair de onde eu estou morando, e que ele não saiba mais onde eu estou. Só assim para ver se ele me esquece, e que eu não tenha mais que passar o que passei naquela casa. Viver em paz eu e minha filha. Eu só quero isso”, falou.

Caso
Mulher recebeu mordidas do ex-companheiro no rosto — Foto: Reprodução/TV BahiaMulher recebeu mordidas do ex-companheiro no rosto — Foto: Reprodução/TV Bahia
Mulher recebeu mordidas do ex-companheiro no rosto — Foto: Reprodução/TV Bahia

Segundo Josenaide, na madrugada da última sexta-feira, o ex-companheiro dela invadiu a residência, deu várias mordidas nela e a ameaçou de morte com um paralelepípedo. Após cometer o crime, o homem, que não teve a identidade revelada, fugiu do local.

“Ele ficou preso quase um ano e nessa madrugada ele arrombou minha janela, entrou em minha casa e tentou me matar novamente”, disse Josenaide.

“Eu estava dormindo quando ele entrou lá em casa, já senti a mordida no meu rosto. Ele mordeu o meu ‘seio’ e o meu rosto”, contou.

À reportagem da TV Bahia, a mulher contou que conheceu o ex-companheiro há quatro anos. Ela também disse que foi esfaqueada por ele quando tentou se separar.

"Já vem há muito tempo atrás [as agressões]. Eu convivi com uma pessoa há quatro anos e não deu certo. Eu pedi para ele ir embora, ele foi pegar as coisas em casa e me esfaqueou", disse.

Josenaide também disse que a agressão aconteceu mesmo após ela conseguir uma medida protetiva. A filha dela sofreu um ferimento na boca.

Do G1/BA

Nenhum comentário:

Postar um comentário