Em sessão histórica, deputada vota a favor do decreto de Calamidade Pública e alerta: “não é só uma gripezinha” - Paraíba Feminina

Breaking

segunda-feira, 23 de março de 2020

Em sessão histórica, deputada vota a favor do decreto de Calamidade Pública e alerta: “não é só uma gripezinha”


Sessão 100% online da ALPB aconteceu na manhã desta segunda-feira (23)

Na manhã desta segunda-feira (23) foi realizada a primeira Sessão Remota 100% online da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) com o objetivo de deliberar a respeito do Decreto de Calamidade Pública publicado no último sábado (21) pelo Governo do Estado. Na oportunidade, a presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Redação da ALPB, Pollyanna Dutra, votou favorável ao decreto e alertou: “Não é só uma gripezinha! É uma doença séria!”. O decreto foi aprovado por unanimidade.

Em sua fala, Pollyanna Dutra levantou o alerta para a necessidade de levar o coronavírus a sério, o que ainda não é uma realidade para 100% dos brasileiros. “Gostaria de dizer que o que a imprensa prega não é histeria. E essa gripe não é uma gripezinha. É muito sério o que a gente está vivendo! Estamos encarando com seriedade tudo isso”, disse, proferindo, logo em seguida, seu voto favorável à matéria. “Quero destacar a importância dessa interferência do estado na vida do cidadão. Meu voto é sim, voto a favor do decreto”, afirmou.

Além do alerta, a parlamentar ainda aproveitou a oportunidade para destacar o empenho e as ações do governo do estado, em especial da Secretaria de Estado da Saúde, na prevenção do contágio pelo coronavírus e na informação da população. “Gostaria de dizer, ainda, que o governador João Azevedo tem sido grande nesse estado em tomar as medidas necessárias e cabíveis na rede hospitalar e no tocante à informação prestada pelo secretário Geraldo Medeiros, que tem sido também muito grande e herói na Paraíba”, finalizou.

Atividades suspensas

Atendendo à recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde,, a ALPB suspendeu as atividades até o próximo dia 2 de abril, com a ressalva de que poderia ser convocada uma sessão extraordinária a qualquer momento para deliberar sobre projetos de interesse público. Mais de 30 deputados participaram da Sessão e aprovaram, por unanimidade, o decreto do Executivo, que leva em consideração a imposição do aumento de gastos públicos e o estabelecimento das medidas de enfrentamento da emergência de saúde pública.

assessoria

Nenhum comentário:

Postar um comentário