A ministra de Bolsonaro que vê no jejum e oração a solução da violência doméstica em tempos de pandemia - Paraíba Feminina

Breaking

sexta-feira, 3 de abril de 2020

A ministra de Bolsonaro que vê no jejum e oração a solução da violência doméstica em tempos de pandemia




Aumento de 1.160% no descumprimento de medidas protetivas só na Paraíba.

Possibilidade de aumento nos casos de abuso sexual infantil.

Aumento dos casos de violência doméstica.

Insegurança alimentar e econômica de milhares de empregadas domésticas, autônomas e que vivem nas comunidades mais carentes.

Os efeitos colaterais do confinamento provocado pelo coronavírus atacam especialmente as mulheres, mas a titular da pasta do Ministério da Família, da Mulher e dos Direitos Humanos acha que a melhor coisa a se fazer nesse momento é fazer com que as famílias façam jejum e oração. (Damares anunciou o lançamento de um aplicativo, mas ela poderia dar melhores condições aos serviços de proteção e apoio que já existem).


O coronavírus é uma desgraça, não há dúvida. Ainda não sabemos quanto tempo o Brasil, e o mundo, vai levar para se recuperar de todo o mal que ele irá deixar.

Mas o vírus do bolsonarismo ainda é mais prejudicial. Somos motivo de vergonha mundial. Não temos mais presidente. Não temos mais comando. As autoridades brincam com a vida de milhões de brasileiros em nome de um ego que não se sustenta em absolutamente nada. Os danos causados pelo bolsonarismo vão deixar rastros tão sujos que esse sim, talvez destrua completamente nossa civilização. Que ele caia antes disso.

Taty Valéria

Nenhum comentário:

Postar um comentário