A pandemia da violência doméstica é tão grave quanto o coronavírus - Paraíba Feminina

Breaking

segunda-feira, 6 de abril de 2020

A pandemia da violência doméstica é tão grave quanto o coronavírus



De acordo com dados da ONU (Organização das Nações Unidas), 7 em cada 10 mulheres em todo o mundo, foram, ou serão vítimas de violência doméstica em algum momento da vida e 38% dos assassinatos de mulheres são cometidos pelo companheiro, ou ex.

Se levarmos em consideração que até esta segunda-feira (6), o coronavírus já matou quase 70 mil pessoas, a pandemia da violência doméstica é um mal ainda mais grave, por ser permanente.

O secretário-geral da ONU (Organização das Nações Unidas), António Guterres, lançou um apelo global para que se protejam mulheres e crianças “em casa” por conta do aumento da violência doméstica durante o isolamento pela pandemia da covid-19.

Ele pediu o estabelecimento de “sistemas de alerta de emergência em farmácias e lojas de alimentos”, os únicos locais que permanecem abertos em muitos países.

“Devemos garantir que as mulheres possam pedir ajuda de maneira segura, sem que os que as maltratam percebam”, afirmou.

“Infelizmente, muitas mulheres e crianças estão particularmente em risco de violência exatamente onde deveriam ser protegidas: nas suas próprias casas. É por isso que hoje apelo por uma nova paz em casa, nas casas, em todo o mundo”, afirmou o secretário.

“Nas últimas semanas, à medida que as pressões econômicas e sociais pioraram e o medo aumenta, o mundo vive um surto horrível de violência doméstica”, disse.

“Peço a todos os governos que tomem medidas para prevenir a violência contra as mulheres e forneçam soluções para as vítimas, como parte dos seus planos de ação nacional contra a covid-19”, acrescentou António Guterres.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia de covid-19, já infectou mais de 1,2 milhão de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 68 mil.

da redação, com informações do Poder360

Nenhum comentário:

Postar um comentário