Chás podem ajudar a menstruação a descer? Talvez, mas isso não é nada seguro - Paraíba Feminina

Breaking

terça-feira, 30 de junho de 2020

Chás podem ajudar a menstruação a descer? Talvez, mas isso não é nada seguro


Chá de canela em pau, há de gengibre com pimenta (arrrgh), chá de arruda, erva-doce, hortelã...

Quem nunca ouviu falar no chazinho milagroso que faz a menstruação "descer"?

Mas isso funciona mesmo? A resposta é complexa, mas de modo geral, não. E além de não funcionarem, podem causar outros danos pra o seu corpo. Mas vamos lá entender como funciona esse processo.

"O que sabemos por observações clínicas é que algumas ervas, em alta concentração, têm o poder de causar contrações uterinas. Se a mulher já está no processo do ciclo menstrual, o consumo pode contribuir", explica a ginecologista Carolina Curci, médica do Hospital São Luiz.

De acordo com a especialista, os efeitos do chá só acontecem quando o consumo, além de concentrado, é feito em grandes quantidades. No entanto, não se sabe exatamente a dosagem efetiva, já que cada organismo reage de uma forma diferente e não há estudos confiáveis que indiquem o dado.

Muitas mulheres apostam nesses chás para eliminar a dúvida de gravidez. Mas é exatamente aí que mora o perigo. "Se já estiverem grávidas, pela contração do útero causada pelo consumo das ervas, as mulheres podem sofrer hemorragias, abortamento, e em casos mais graves, morrerem", esclarece Marcelo Pellissier, médico ginecologista da Santa Casa de São José dos Campos.

Inclusive, para quem está grávida, o consumo de alguns chás pode trazer consequências graves para as mães, e para os bebês, a exemplo do chá de boldo, erva-doce e camomila.

A dica aqui é: se sua menstruação estiver atrasada, faça um teste de gravidez. Não fique remoendo sua cabeça fazendo contas e buscando datas. Se o resultado for negativo, e mesmo assim a sua menstruação não vem, procure um médico. Lembre ainda que os ciclos menstruais estão loucos nessa pandemia, falamos disso aqui, então não há motivo para pânico. É importante que você não se medique nem tome atitudes desesperadas.

Não se automedique, nem se coloque em risco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário