Movimento LGBT na Paraíba se reinventa na pandemia com doação de sangue coletiva - Paraíba Feminina

Breaking

segunda-feira, 29 de junho de 2020

Movimento LGBT na Paraíba se reinventa na pandemia com doação de sangue coletiva



Neste domingo (28), foi celebrado em todo o mundo o dia do Orgulho LGBTQI+, quando travestis, gays, lésbicas e prostitutas, se rebelaram contra a violência policial, no bar Stonewall, em Nova Iorque. Para celebrar a data, o movimento LGBTI+ da Paraíba, lançou por meio de uma live a campanha solidária “doe amor, salve vidas”. A campanha foi inspirada para cumprir a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que no dia 8 de maio, declarou inconstitucional a proibição da doação de sangue por gays, bissexuais, travestis e transexuais.

EM alusão à data e com o objetivo de sensibilizar e mobilizar a sociedade, o Movimento LGBTI+ da Paraíba vai realizar uma doação de sangue coletiva e simbólica, que acontece nesta segunda-feira (29), às 15h, no Hemocentro de João Pessoa. A Semana do Orgulho e Resistência LGBTQI+ precisou se reinventar este ano por conta da disseminação da COVID-19, respeitando as recomendações e protocolos de vigilância sanitária e saúde, e o movimento LGBT não poderia deixar de se somar a uma rede de doadores solidários e contribuir com o estoque de sangue dos Hemocentros, doando amor e salvando vidas.

Realização: Movimento do Espírito Lilás (MEL), Associação das Travestis e Transexuais da Paraíba (ASTRAPA), Grupo de Mulheres Lésbicas e Bissexuais Maria Quitéria, PETRIS – Coletivo de Homens Trans da Paraíba, Grupo Irakitam de Conde, Movimento de Bissexuais (MOVBI), Coral de Sapé, MOAR, Grupo LGBT de Guarabira, Movimento LGBT de Cajazeiras, Carolinas de Campina Grande, ONG Iguais e (ARTGAY) Articulação Brasileira de Gays.

da assessoria

Nenhum comentário:

Postar um comentário