Pandemia, nuvem de gafanhotos e calamidade! As pragas chegaram e não estamos falando dos homens - Paraíba Feminina

Breaking

quinta-feira, 25 de junho de 2020

Pandemia, nuvem de gafanhotos e calamidade! As pragas chegaram e não estamos falando dos homens


Este nosso projeto sempre teve como uma das bandeiras denunciar atitudes machistas, misóginas, homofóbicas, além do objetivo de combater o racismo e qualquer tipo de atitude fascista. Sabemos que os seres humanos do sexo masculino (uma grande parte) representam verdadeiras pragas para a sociedade, fazendo com que na atual conjuntura vivenciarmos uma verdadeira normalização de absurdos. Em meio a tantas notícias que deixam produções hollywoodianas no chinelo, a chegada das famosas pragas do Egito ainda não começaram a ser digeridas pela humanidade, mas estamos numa situação onde é mais fácil acreditar no apocalipse do que no gênesis.


 Estamos vendo o coronavírus levar pais e filhos sem pena. Já são mais de 52 mil vítimas dessa doença, contagiando mais de 1 milhão de brasileiros e com um Governo perdido sem saber como agir e ainda incentivando as pessoas a desmerecer a doença.

 Isso tudo deixou o mundo inteiro em estado de calamidade. Muitas pessoas se trancaram desde o final de março, afetando a saúde física e mental de várias famílias. Consumo desenfreado de bebidas alcoólicas, aumento vertiginoso de violência doméstica, sonhos doidos, problemas de coluna, problemas financeiros e disparada no número de divórcios. A calamidade deixou de ser apenas um decreto dos políticos e passou a viver lado a lado de cada um que minimamente se preocupa com o que está acontecendo.

 E como se não bastasse, agora estão convivendo com notícias de que uma nuvem de gafanhotos atinge o sul do Brasil. Não tem como não lembrar do Egito e tudo aquilo que está descrito na Bíblia (para quem lê e acredita). Se é verdade, não sabemos. Assim como o real número da violência contra a mulher atualmente. Pelo menos nas "escrituras sagradas" sabemos que muitas coisas estão ali de forma figurativa para servir de lições para que possamos enxergar algo que possa nos servir para incrementar o conhecimento e a fé. Mas quando o assunto é a "praga" masculina, não há o que dizer a não ser que você, mulher, não tema e denuncie qualquer abuso, porque sagrada é a nossa felicidade.

da redação

Nenhum comentário:

Postar um comentário